Termopar Encontrar fabricantes online

6 Termopar
Exportadores
6 Termopar
Fabricantes

Termopar Fornecedor (6)

Fabricante   Alemanha   Europa
Produtos: Termopar, Reguladores de temperatura, Sensores de temperatura da platina, Elementos de construção cerâmicos, Radiadores de aquecimento
Fabricante   Alemanha   Ásia África Europa
Produtos: Termopar, Válvulas de retenção, Automáticos de gás, Tubos de gás, Recipientes para gases liquefeitos, Lâmpadas de gás, Tubos de elevada pressão
Fabricante   Itália   No mundo inteiro
Produtos: Termopar, Sensores optoelectrónicos, Sensores a laser optoelectrónicos, Reguladores de temperatura, Barreiras fotoeléctricas a laser
Fabricante   Alemanha   No mundo inteiro
Produtos: Termopar, Cabos flexíveis, Cabo híbrido, Linhas de controle, Cablagem, Cabos sem halogéneos, Sensores térmicos, Cabos & Linhas, Cabos navais
Fabricante   Alemanha   No mundo inteiro
Produtos: Termopar, Interruptores de valor limite, Sensores medidores, Sensores de acceleração, Sistemas de medição de deslocamento, Elementos de instalação
Fabricante   Suíça   No mundo inteiro
Produtos: Termopar, Interruptores de valor limite, Aparelhos de medição da condutividade, Sensores de condutividade, Termómetros, Sistemas Feldbus PROFIBUS
Entrega de
 
Entrega para
 
Tipo de empresa
 
Certificação

Fabricante de termopares

Informações gerais sobre termopares

Ao longo dos anos, o desenvolvimento da tecnologia de medição de temperatura tem produzido inúmeros métodos de medição diferentes para medição de temperatura. Os sensores de temperatura com isolamento mineral como termopares com bainha pertencem ao grupo dos sensores de temperatura, que cobrem uma vasta gama de aplicações como termómetros de resistência comprovada.

Função Princípio de funcionamento Termopares

Com os termopares, diferentes metais são unidos a uma certa distância, geralmente por soldadura de juntas. Um ponto de conexão representa um ponto de medição, o outro serve como ponto de referência. Se prevalecerem temperaturas diferentes nestes dois pontos de ligação, é gerada uma tensão termoeléctrica eléctrica entre estes pontos de contacto, que permite o fluxo de uma corrente pequena mas mensurável. Este fenômeno também é conhecido como o efeito Seebeck.

Causa do emf termoeléctrico

Os metais como matérias-primas químicas consistem em átomos em cujas conchas atômicas os elétrons se movem em diferentes caminhos ao redor do núcleo atômico. O invólucro exterior de cada invólucro atómico é ocupado por electrões de valência. Estes electrões de valência estão ligados ao núcleo atómico com uma energia de ligação muito específica, pelo que o tamanho da energia de ligação varia consoante os metais. Se esta energia de ligação for ultrapassada por uma entrada de energia externa sob a forma de calor, os electrões de valência do metal com a menor energia de ligação na junta de soldadura podem saltar para o metal com a energia de ligação maior. Ali se cria um excesso de elétrons, e o metal com a menor energia de ligação tem uma deficiência de elétrons. A diferença de potencial resultante é a causa do emf termoelétrico, no qual também se baseia o princípio funcional de um termopar.

Detalhes físicos sobre a magnitude do emf termoelétrico

O coeficiente de Seebeck (S), que é especificado em microvolts/Kelvin (µV/K), desempenha um papel decisivo para a magnitude do emf termoeléctrico. O produto do coeficiente de Seebeck multiplicado pela diferença de temperatura dá o emf termoeléctrico teórico em Kelvin.

O tamanho do coeficiente de Seebeck é dado para metais diferentes em relação à platina (Pt). A temperatura de base é T = 273 K (0 °C).

  • Constantan = -35 µV/K
  • Níquel = -15 µV/K
  • Alumínio = 3,5 µV/K
  • Cobre = 6,5 µV/K
  • Prata = 6,5 µV/K
  • Níquel-crómio = 25 µV/K

No entanto, a relação física entre temperatura e tensão termoelétrica não é linear, mas aproxima-se da forma de uma parábola.

Uth = a * T + b * T2

Os coeficientes a e b aqui são constantes do material termoelétrico. A diferença de temperatura é aqui indicada com T, a uma temperatura de referência de T0 = 273 K (0 °C).

Tipos e aplicações de termopares

Os fabricantes de termopares diferenciam os tipos K, N, J, E, E, T, R, S e B. Estes tipos destinam-se a diferentes faixas de aplicação e temperatura e são classificados de acordo com a seguinte definição:

  • Tipo K: Os termopares NiCr-NiAl são adequados para atmosferas de gás oxidantes ou protetoras até 1200 °C.

  • Tipo J: Os termopares Fe-CuNi são utilizados em vácuo, em atmosferas de gás inerte e para aplicações de oxidação e redução até 750 °C.

  • Tipo N: Os termopares NiCrSi-NiSiSi são utilizados em atmosferas oxidantes, atmosferas de gases inertes e atmosferas secas até 1200°C. A precisão a altas temperaturas é muito elevada. Todavia, as atmosferas não devem conter enxofre.

  • Tipo E: Os termopares NiCr-CuNi podem ser utilizados em atmosferas de gás inerte ou oxidante até temperaturas de 900 °C. O tipo E atinge a tensão termoelétrica mais alta de todos os termopares.

  • Tipo T: Os termopares Cu-CuNi também podem ser utilizados a temperaturas inferiores a 0 °C até 350 °C em atmosferas de gases oxidantes, redutores e inertes. Eles tamb?em s?ao insensíveis à ferrugem em atmosferas h?agidas.

  • TIPO S: Os termopares Pt10%Rh-Pt são adequados para uso contínuo em atmosferas de gás inerte ou oxidante até 1600 °C. As impurezas devem ser evitadas, pois causam fragilidade.

  • Tipo R: Os termopares Pt13%Rh-Pt podem ser utilizados permanentemente em atmosferas de gás inerte ou oxidante até 1600 °C. As influências contaminantes devem ser evitadas para evitar a fragilização.

  • Tipo B: Os termopares Pt30%Rh-Pt6%Rh podem ser usados permanentemente em atmosferas de gás inerte ou oxidante até 1700 °C. A curto prazo, eles também podem ser usados em ambientes de vácuo. As influências contaminantes devem ser evitadas para evitar a fragilização.

Conclusão

Os condutores de aquecimento e os elementos de aquecimento devem operar na faixa de temperatura correta em aplicações práticas. Os termopares frequentemente servem aqui como elementos de monitoramento e controle e são usados com sucesso para tais fins.